Postagens da Categoria

Proteja-se das Meningites!

Atualmente existem diferentes tipos de vacinas contra a Meningite.São elas: contra Meningite C,  B,  A C W e Y combinada ,a vacina Pneumocócica e a vacina conjugada contra Haemophilus influenzae tipo B. Todas elas protegem contra um tipo diferente da doença. A Meningite provoca sintomas como febre, dor de cabeça, náusea, vômito ou sinais de […]

  • gestantes_1

A alimentação na gravidez

A recomendação é de continuar comendo Comida de Verdade, porém algumas observações fazem parte destas recomendações. Veja a lista:

Alimentos que toda grávida deve moderar ou evitar durante a gestação, para seu bem e do bebê….

1- Peixes com quantidade elevada de Mercúrio

São peixes do mar, de grande porte, que podem acumular quantidades significativas desse metal: Cavala verdadeira, Peixe-espada e Atum (inclui o enlatado). No máximo, 2 porções por mês.

Que peixes comer? Todos os outros,  2x /semana.
2 – Peixe mal cozido (ceviche, por exemplo), peixe cru (sushi, sashimi) ou mariscos.

Podem conter agentes infecciosos como Norovírus, Listeria (especialmente arriscada para o bebê), Salmonela e parasitas.

3 – Carne mal passada, crua ou processada

Também podem conter diversos germes, como a Salmonela, E. coli, Listeria e Toxoplasma (cuidado extra!). As carnes processadas, como por exemplo, as salsichas, além da contaminação, também têm quantidades excessivas de sódio.

4 – Ovos crus ou mal cozidos

Podem ter a Salmonela. Cuidado também com molhos feitos com gema crua, coberturas de bolos com claras em neve, maionese caseira (cuidado com os food trucks !) e sorvetes caseiros (sorvete que não leva ovo tudo bem).

5 – Carnes de órgão

Fígado e outras carnes de órgão (moela) podem conter quantidades significativas de Vitamina A e Cobre, que podem ser prejudiciais, principalmente no primeiro trimestre. Por outro lado, são fontes importantes de Colina, Vitaminas do Complexo B e Ferro, necessários para uma boa saúde da gestante e do bebê. Então, consumir no máximo 1 vez por semana, mas não deixar de comer!

6 – Cafeína

Grávidas devem limitar seu consumo de cafeína a no máximo 200 mg/dia, o que daria de 2-3 xícaras de café por dia. Um alto consumo de cafeína durante a gestação pode limitar o crescimento fetal e causar baixo peso ao nascer.

7 – Brotos crus

Os brotos, como alfafa e broto de bambu, podem estar contaminados com a Salmonela, que pode estar em suas sementes. Cozidos não há problema em consumir.

8 – Hortaliças e frutas sem lavar

Podem conter bactérias como E.coli, Salmonela e Listeria, além do Toxoplasma.

9 – Leite cru e Laticínios não pasteurizados

Podem conter Listeria, Salmonela, E. coli e Campilobacter.                                         A recomendação é consumir os produtos pasteurizados.                                          Os lactobacilos de produtos lácteos industrializados pasteurizados, como o iogurte, a coalhada e o queijo também são benéficos .

10 – Álcool

– Tolerância ZERO. !!!

11 – Alimentos ultra-processados –

– Tolerância ZERO.!!!

 

Baseado no post do Authority Nutrition 2016

  • Mãe-saindo-para-trabalhar
  • trabalho-maternidade-11475136-2530

Alimentação no primeiro ano de vida ( a volta ao trabalho)

REGRA GERAL

É possível voltar a trabalhar e continuar oferecendo leite materno ordenhado para o seu filho. O recomendado é substituir gradativamente este leite por outros alimentos complementares.

Observações

– cada bebê tem o seu tempo de aceitar esta transição
– a maioria começa a realmente comer aos 8 meses de vida
– a maioria começa a aceitar mais pela nova experiência do que pela fome
– para a maioria dos bebês o que mata mesmo a fome neste período é o leite que você deixou ordenhado
– aos poucos ele começa a entende que comida também serve pra isso…
– por volta de 1 ano eles já comem mais do que mamam, por isso até 1 ano é a comida que complementa o leite e não o contrário
– a sujeira diminui a medida que a autonomia aumenta
– acostume no começo com pequenas quantidades . Temos que trabalhar a nossa ansiedade!
– pode ocorrer rejeição ou repulsa a alguns alimentos . Tudo bem ! (ex. beterraba, manga, abacate, banana, ovo, carnes e feijões). Em pouco tempo a criança começa a comer .
– Valorize variedade, comer junto, sem distração, conversar, ser positiva…Decore os pratinhos.

Como diz a nutricionista Gysele Vilela: “Mais importante que Quanto se come é Como se come”.

Mãe-saindo-para-trabalhar

trabalho-maternidade-11475136-2530

  • download
  • images (1)
  • images

Perigos do Biscoito recheado

Realidade em números

Um único pacote pode conter 28 g de gordura e aproximadamente 48 g de açúcar. podendo ser o equivalente a mesma quantidade de gordura e açúcar ingerida ao comer cerca de 8 pães franceses.

Estes compostos juntos podem fazer muito mal a saúde de seu filho pois é muito carboidrato, açúcar, gordura hidrogenada e sódio ingeridos num único alimento.

Prefira alimentos naturais com melhores composições… é um investimento necessário para a saúde infantil !!! Além de ser muito mais SAUDÁVEL…download